Índice Remédio ACARSAN

Apresentações
Emulsão tópica. Frascos contendo 80 ml
USO PEDIÁTRICO E ADULTO. USO TÓPICO (USO EXTERNO). AGITE ANTES DE USAR.
Composição
Cada 1 ml contém: benzoato de benzila 0,25 g. Excipientes: ácido esteárico, trolamina, simeticona, essência de rosas, essência de lavanda e água purificada.
Informações técnicas
CARACTERÍSTICAS:
O benzoato de benzila é um agente acaricida de ação desconhecida, eficaz no tratamento da escabiose e pediculose. É um medicamento pouco tóxico e sua absorção percutânea é mínima, não se detectando efeitos sistêmicos após aplicação tópica. Sua excreção pelo leite materno é desconhecida.
Indicações
Está indicado no tratamento da escabiose, ftiríase e pediculose.
Contraindicações
É contra-indicado para pacientes com hipersensibilidade ao benzoato de benzila ou outros componentes da formulação. Escoriações, inflamações da pele, cortes, queimaduras, feridas abertas ou condições que possibilitem maior absorção.
Advertências e precauções
Se for absolutamente necessário o uso na presença de lesões com solução de continuidade (feridas abertas), inclusive as causadas pelo ato de coçar, torna-se necessário o aconselhamento médico.
RESTRIÇÕES OU CUIDADOS/ADVERTÊNCIAS: O medicamento é de USO EXCLUSIVAMENTE TÓPICO. Não deve ser ingerido, pois poderá ocorrer intoxicação. Não deve ser usado na face, perto dos olhos, mucosas e meato uretral. Evitar a utilização do medicamento em pele inflamada ou escarificada. Caso isso ocorra, lavar com água abundantemente. Evitar o contato do medicamento com alimentos. Em crianças o medicamento deve ser diluído (ver Posologia), reduzindo o risco de reações adversas. O produto deve ser utilizado com cautela em pessoas que já apresentaram alergias a outros produtos de aplicação na pele.
Gravidez e lactação
A absorção do benzoato de benzila pela pele é mínima. Estudos em animais não demonstraram teratogenicidade. Não existem estudos controlados em gestantes, entretanto, também não há relatos isolados de mutagenicidade ou teratogenicidade devido à utilização de benzoato de benzila. É desconhecido se o medicamento é excretado pelo leite materno. Categoria B de risco de gravidez: ESTE MEDICAMENTO NÃO DEVE SER UTILIZADO POR MULHERES GRÁVIDAS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA OU DO CIRURGIÃO-DENTISTA.
Interações medicamentosas
O benzoato de benzila pode irritar a pele e mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que também tenham ação irritativa ou lesiva sobre a pele (como o ácido salicílico, hidroquinona, etc.), pois poderá ocorrer uma potencialização do efeito lesivo.
Posologia e modo de usar
EXCLUSIVAMENTE PARA USO EXTERNO
AGITAR ANTES DE USAR
1. DILUIÇÃO:
Uso em crianças:
O medicamento deve ser diluído antes da aplicação da seguinte forma:
Crianças maiores de 2 anos:
diluir uma parte de ACARSAN (benzoato de benzila) em uma parte igual (mesma quantidade) de água. Exemplo: 20 ml de benzoato de benzila em 20 ml de água.
Crianças menores de 2 anos ou lactentes: diluir uma parte de ACARSAN (benzoato de benzila) em duas ou três partes iguais de água. Exemplo: 20 ml de benzoato de benzila em 40 ml ou 60 ml de água. - Adultos: uso do medicamento sem diluição. Não é necessário utilizar todo o volume em uma única aplicação. Adicionalmente, aconselha-se a fazer uma prova de toque em uma pequena área antes de utilizar o produto. Caso ocorra ardência ou vermelhidão, o produto não deverá ser utilizado.
Reações adversas
O benzoato de benzila é irritante aos olhos e às mucosas, podendo irritar a pele com sensação de coceira, queimação e vermelhidão em mais ou menos 20% dos pacientes. Estas reações ocorrem principalmente quando a pele está bem escarificada pelo ato de coçar e, em geral, são transitórias. Caso ocorra alguma destas reações, deve-se lavar o local afetado com água abundantemente e caso ainda haja persistência dos sintomas, deve-se procurar orientação médica imediatamente. Entretanto, a coceira pode, em algumas vezes, persistir por mais de uma semana, não indicando falha de tratamento. Reações de hipersensibilidade, dermatite de contato, eritema bolhoso podem ocorrer, raramente, devendo ser retirado o medica mento da pele ou couro cabeludo com água e sabão e interromper o tratamento. Deve-se consultar um médico caso persista a irritação. Quando acidentalmente ingerido, o benzoato de benzila pode causar estimulação do Sistema Nervoso Central (agitação e convulsão), vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarréias, dispnéia, cianose, colapso circulatório e reações cutâneas eritematosas. Em estudo de toxicidade em animais verificou-se que os gatos são peculiarmente hipersensíveis à aplicação tópica de benzoato de benzila, ao contrário de animais domésticos maiores como os cachorros. Deve-se, portanto, evitar o seu uso em animais domésticos sem a supervisão de um veterinário.
Modo de usar
Pediculose (piolhos): No caso de piolho, aplique ACARSAN (benzoato de benzila) no couro cabeludo seco e outras partes afetadas (não deixando atingir a face), friccionando levemente e deixando agir até o próximo banho, após no máximo 24 horas. Caso haja irritação importante, enxaguar quando se iniciarem os sintomas com água morna em abundância. Se persistirem os sintomas, mesmo após o enxágue, procurar orientação médica. Fazer a aplicação por três dias consecutivos. Para remoção das lêndeas dos pêlos, após o banho, usar solução de água com vinagre em partes iguais para dissolver a substância que prende as lêndeas aos fios de cabelo; retirar com pente fino. Realizar o tratamento do modo indicado acima ou de acordo com orientação médica.
Escabiose (sarna) ou Ftiríase (chato):
1-Antes da aplicação do medicamento, tome um banho quente, esfregando bem a pele com o auxílio de um sabonete neutro e enxaguando normalmente.
2 -Seque o corpo e aplique ACARSAN (benzoato de benzila) sobre todo o corpo, do pescoço para baixo, nos locais onde a escabiose é mais comum (regiões interdigitais, axilas, abdômen e glúteos) e também na região posterior às orelhas (no caso de sarna) ou na região púbica (chatos), evitando o contato com a face, olhos, mucosas e meato uretral.
3 - Quando a primeira camada estiver seca, aplique uma segunda camada do medicamento.
4 - Deixe agir por 12 a 24 horas. Após este período, tome outro banho, colocando roupas limpas. Fazer o tratamento durante 3 noites consecutivas (ou segundo orientação médica). Caso haja irritação importante, enxaguar quando se iniciarem os sintomas com água morna em abundância. Se persistirem os sintomas, mesmo após o enxágue, procurar orientação médica.
5 -Repita a aplicação, após 1 semana de intervalo, pois o medicamento não age nos ovos dos parasitas (por estarem abrigados sob a pele, nos sulcos provocados pelo parasita). Após este período os ovos liberam novos parasitas reinfestando novamente o indivíduo.
6 -Lave e ferva a roupa de cama e de uso pessoal diariamente. Trate também os outros moradores da residência.
Realizar o tratamento do modo indicado acima ou de acordo com orientação médica.
Se houver outras pessoas com escabiose na mesma casa, todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfestação.
RECOMENDAÇÕES ESPECIAIS:
Para o uso do medicamento em crianças, para todas as indicações, é necessário diluir o medicamento antes do uso, conforme descrito acima. Evitar face, olhos, mucosas e meato uretral. Aumentar a diluição do medicamento em caso de irritação importante.
INGESTÃO ACIDENTAL:
Em caso de ingestão, deve-se induzir o vômito. Pode ser dado água ou leite (120 a 240 ml ou 15 ml/kg). Manter o paciente em repouso e procurar orientação médica imediatamente. O tratamento do envenenamento envolve lavagem gástrica, além de medidas sintomáticas apropriadas. A administração de anticonvulsivantes poderá ser indicada. Se ocorrer contato com os olhos, lavá-los imediatamente com bastante água limpa e procurar um oftalmologista, caso persista a irritação por mais de 15 minutos.
Superdose
Quando utilizado corretamente, o risco de intoxicação com o medicamento é praticamente inexistente. Podem, entretanto, ocorrer reações de hipersensibilidade.
Pacientes idosos
Não há relatos que justifiquem tratamento diferencial para essa população, desde que sejam tomadas as precauções de uso do medicamento.
Dizeres legais
SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR; NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.
MS 1.1213.0001 ACARSAN®BIOSINTÉTICASabonetebenzoato de benzilaEscabicida. Pediculicida. USO PEDIÁTRICO E/OU ADULTO. USO TÓPICO. (USO EXTERNO).

Adicionar um comentário

 
Strict Standards: Declaration of MY_Exceptions::show_404() should be compatible with CI_Exceptions::show_404($page = '', $log_error = true) in /home/farmacoinfo/public_html/br/application/core/MY_Exceptions.php on line 78

A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Undefined index: gracias

Filename: blocks/med_comentarios_form.php

Line Number: 16

*