BETALOR - Interações medicamentosas

O uso combinado de BETALOR (besilato de anlodipino + atenolol) com bloqueadores do canal de cálcio não-diidropiridínicos (verapamil e diltiazem) e disopiramida podem levar a um aumento dos efeitos inotrópicos negativos, particularmente em pacientes com função ventricular comprometida e/ou anormalidades de condução sinoatrial ou atrioventricular. Isto pode resultar em hipotensão grave, bradicardia e insuficiência cardíaca. O uso associado com amiodarona aumenta a probabilidade de bradicardia, parada sinusal e bloqueio AV. O uso associado de BETALOR (besilato de anlodipino + atenolol) com a ciclosporina aumenta o risco de toxicidade da ciclosporina. Seu uso conjuntamente com fluconazol aumenta o risco de toxicidade do anlodipino. BETALOR (besilato de anlodipino + atenolol) não deve ser associado com glicosideos digitálicos pois pode causar um aumento no tempo de condução atrioventricular. A ampicilina em doses de 1 g ou mais pode reduzir os níveis de atenolol. Antidiabéticos orais e insulina: betabloqueadores podem reduzir a sensibilidade dos tecidos à insulina e inibir a secreção de insulina, por exemplo, na resposta a antidiabéticos orais. O atenolol tem menos potencial para essas ações. A frequência cardíaca pode não ser confiável como aviso prévio da hipoglicemia.