ELIQUIS - Posologia e modo de usar

Eliquis® deve ser utilizado por via oral, engolido com água, com ou sem alimentos.
Uso em Adultos
A dose recomendada é de 1 comprimido duas vezes ao dia, por via oral. A dose inicial deve ser tomada 12 a 24 horas após a cirurgia.
Os médicos podem considerar os potenciais benefícios da anticoagulação mais precoce para a profilaxia do tromboembolismo venoso, bem como os riscos de sangramento pós-cirúrgico ao decidirem sobre o momento de administração.
Pacientes submetidos à artroplastia de quadril: a duração do tratamento recomendada é de 32 a 38 dias após a cirurgia.
Pacientes submetidos à artroplastia de joelho: a duração do tratamento recomendada é de 10 a 14 dias após a cirurgia.
Uso em Crianças e Adolescentes
A eficácia e segurança de Eliquis® em crianças abaixo de 18 anos de idade ainda não foram estabelecidas. Não existem dados disponíveis.
Uso em Pacientes Idosos
Nenhum ajuste de dose é necessário (vide item 3. Características Farmacológicas).
Uso em Pacientes com Insuficiência Renal
Nenhum ajuste de dose é necessário em pacientes com a insuficiência renal leve ou moderada. Dados clínicos limitados em pacientes com insuficiência renal grave (clearance de creatinina 15 - 29 mL/min) indicam concentrações plasmáticas maiores de apixabana nesta população, portanto, Eliquis® deve ser administrado com cautela nestes pacientes (vide item 3. Características Farmacológicas).
Como não há experiência clínica em pacientes com clearance de creatinina < 15 mL/min, ou em pacientes sob diálise, Eliquis® não é recomendado para estes pacientes (vide item 5. Advertências e Precauções e item 3. Características Farmacológicas).
Uso em Pacientes com Insuficiência Hepática
Eliquis® pode ser usado com cautela em pacientes com insuficiência hepática leve ou moderada (Child Pugh A ou B). Nenhum ajuste da dose é necessário em pacientes com insuficiência hepática leve ou moderada (vide item 5. Advertências e Precauções e item 3. Características Farmacológicas).
Eliquis® não é recomendado em pacientes com insuficiência hepática grave (vide item 5. Advertências e Precauções e item 3. Características Farmacológicas).
Eliquis® é contraindicado a pacientes com doença hepática associada à coagulopatia e ao risco de hemorragia clinicamente relevante (vide item 4. Contraindicações).
Pacientes com enzimas hepáticas elevadas (ALT/AST > 2 x LSN) ou bilirrubinas totais ≥ 1,5 x LSN foram excluídos nos ensaios clínicos. Portanto, Eliquis® deve ser utilizado com cautela nesta população (vide item 5. Advertências e Precauções e item 3. Características Farmacológicas). A ALT deve ser avaliada como parte da avaliação padrão pré-operatória (vide item 5. Advertências e Precauções).
Peso Corporal
Nenhum ajuste de dose é necessário (vide item 3. Características Farmacológicas).
Gênero
Nenhum ajuste de dose é necessário (vide item 3. Características Farmacológicas).
Convertendo de ou para anticoagulantes parenterais
A mudança do tratamento de anticoagulantes parenterais para Eliquis® (e vice-versa) pode ser feita na próxima dose agendada.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.
Dose Omitida
Caso o paciente esqueça de administrar Eliquis® no horário estabelecido, deve fazê-lo assim que lembrar e depois continuar com o esquema de doses duas vezes ao dia.
O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.