Índice Remédio MIGRALIV

Apresentações
Comprimidos: embalagem com 12 comprimidos.
USO ADULTO
USO ORAL
Composição
Cada comprimido contém: mesilato de di-hidroergotamina 1 mg, dipirona sódica (na forma monoidratada) 350 mg, cafeína 100 mg, excipientes* q.s.p. 1 comprimido. * celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio e corante amarelo tartrazina 5. "Este produto contém o corante amarelo TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico".
Informações técnicas
Migraliv® comprimidos possui como um de seus componentes ativos o mesilato de diidroergotamina, um bloqueador alfa-adrenérgico com efeito estimulante direto sobre o músculo liso dos vasos sanguíneos periféricos cranianos e produz depressão dos centros vasomotores centrais. Este fármaco é também um antagonista parcial dos receptores da serotonina. O mesilato de diidroergotamina apresenta início de ação em 30 minutos, biodisponibilidade oral de 1% e metabolização hepática. Apresenta meia-vida de eliminação bifásica de 2 a 32 horas e a via principal de eliminação é por mecanismos extra-renais, que envolvem metabolismo hepático e eliminação através da bile e fezes.
A dipirona sódica é um analgésico e antitérmico de ação central, que, por sua elevada solubilidade, é rapidamente absorvida, determinando pronto alívio das manifestações dolorosas. A dipirona apresenta metabolização hepática e a excreção é renal.
A cafeína potencializa a ação da diidroergotamina, através do aumento de sua absorção por via oral. A cafeína, uma metilxantina, é um estimulante do sistema nervoso central estruturalmente relacionado com a teofilina. A cafeína produz estado de alerta mental e tende a corrigir a sonolência. É um adjuvante analgésico, bem absorvido por via oral, com níveis de pico plasmático entre 15 a 45 minutos; sua meia-vida de eliminação é de 4 a 5 horas; seu metabolismo é hepático e a excreção é renal.
Indicações
Migraliv® comprimidos é indicado nas crises agudas de enxaqueca e cefaleias de origem vascular.
Contraindicações
Migraliv® comprimidos é contraindicado em pacientes que apresentem hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula; doenças vasculares periféricas; doença vascular obliterante; doença coronariana; diabetes; hipertensão arterial; função renal ou hepática comprometida; gravidez e lactação.
Devido à presença da dipirona sódica na sua formulação, Migraliv® comprimidos é contraindicado nos casos de discrasias sanguíneas. Migraliv® comprimidos é contraindicado em pacientes que tiveram rinite, urticária, asma ou reações alérgicas induzidas pelo ácido acetilsalicílico ou por outros agentes anti-inflamatórios.
Advertências e precauções
Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.
Migraliv® comprimidos deve ser destinado ao tratamento das crises de dor; não sendo indicado para tratamento prolongado ou profilático. Devido às ações estimulantes da cafeína sobre a secreção gástrica, recomenda-se o seu uso em pacientes portadores de gastrite e úlceras gastroduodenais, somente após criteriosa avaliação médica do risco e benefício.
Em tratamentos prolongados é aconselhável o controle hematológico, pois reações adversas idiossincrásicas excepcionalmente podem ocorrer.
Uma vez que ocasionalmente pode ocorrer sedação, o paciente deve evitar dirigir veículos ou operar máquinas.
O efeito do álcool pode ser potencializado pelo uso de Migraliv® comprimidos.
O uso contínuo de alcaloides do ergot pode resultar em superdosagem crônica e deve ser evitado.
Gravidez
Recomenda-se não utilizar Migraliv® durante a gravidez e lactação. Os alcaloides do ergot inibem a lactação e podem causar ergotismo no neonato.
Interações medicamentosas
O uso concomitante de eritromicina e troleandomicina pode elevar a concentração de ergotamina no plasma. Deve-se evitar a ingestão concomitante de Migraliv® comprimidos com propranolol, clorpromazina, anticoagulantes orais e analgésicos.
Posologia e modo de usar
Tomar 1 a 2 comprimidos ao primeiro sinal de enxaqueca. Caso não haja melhora da sintomatologia, ingerir 1 comprimido a cada 30 minutos, até um total de 6 ao dia.
Reações adversas
Migraliv® comprimidos geralmente é muito bem tolerado. Ocasionalmente foram observadas náuseas, vômitos, reações de hipersensibilidade incluindo erupções cutâneas, fraqueza nas pernas, dores musculares, entorpecimento e formigamento dos dedos. Na presença destes sintomas o medicamento deve ser suspenso imediatamente.
A dipirona tem sido associada com agranulocitose, anemia aplástica, anemia hemolítica, porfiria, choque anafilático e reações cutâneas. Outras reações incluem hipotensão e broncoespasmo.
Superdose
Os sintomas da superdosagem aguda de ergotamina incluem cefaleia, vertigens, náuseas, vômitos, fenômenos alérgicos, ergotismo, choque, elevação súbita da pressão arterial. Raramente pode ocorrer insônia, nervosismo, náusea e diurese profusa. O tratamento da superdosagem consiste na remoção de Migraliv® comprimidos pela indução da emese, lavagem gástrica e tratamento sintomático. Pode ser indicado o uso de anticoagulantes e drogas vasodilatadoras.
PACIENTES IDOSOS
As mesmas orientações dadas aos adultos devem ser seguidas para os pacientes idosos, observando-se as recomendações específicas para grupos de pacientes descritos nos itens "PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS" e "CONTRAINDICAÇÕES".
Dizeres legais
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Reg.: MS n°: 1.3569.0602

Adicionar um comentário

 
Strict Standards: Declaration of MY_Exceptions::show_404() should be compatible with CI_Exceptions::show_404($page = '', $log_error = true) in /home/farmacoinfo/public_html/br/application/core/MY_Exceptions.php on line 0

A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Undefined index: gracias

Filename: blocks/med_comentarios_form.php

Line Number: 16

*