OTOSYLASE - Advertências e precauções

O uso prolongado de corticosteróides tópicos pode produzir atrofia da pele e tecidos subcutâneos. Osglicocorticóides podem mascarar alguns sinais de infecção e novas infecções podem aparecer durante oseu uso.
Otosylase (fluocinolona acetonida + sulfato de polimixina B + sulfato de neomicina + cloridrato de lidocaína)não é recomendado no primeiro trimestre da gravidez. Se for usado no segundo trimestre deve-se avaliar osbenefícios esperados frente os perigos potenciais ao feto.
O uso prolongado pode resultar em crescimento excessivo de bactérias e fungos não-suceptíveis.
Uma vez que não se tem observado atividade sistêmica com as doses terapêuticas de Otosylase (fluocinolona acetonida + sulfato de polimixina B + sulfato de neomicina + cloridrato de lidocaína), deve-se tomar cuidado ao transferir paciente sob corticoterapia sistêmica para Otosylase (fluocinolona acetonida + sulfato de polimixina B + sulfato de neomicina + cloridrato de lidocaína) se houver uma suspeita de função adrenal prejudicada. A administração de corticosteróides tópicos à criança deve-se restringir a um curto período de tempo e à menor quantidade possível do produto, compatível com um regime terapêutico eficaz.
Podem ocorrer reações cruzadas alérgicas as quais poderão impedir o uso futuro de kanamicina, paranomicina e estreptomicina.
Esta preparação NÃO se destina a uso oftálmico.
Gravidez e lactação
Categoria de gestação C: este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Não é recomendado o uso do produto no primeiro trimestre da gravidez e no segundo trimestre deve-se avaliar os benefícios frente aos riscos que podem advir ao feto.