AMINOGLUTETIMIDA - Reações adversas

Os efeitos colaterais dependem da dose, exceto o exatema cutâneo associado ou não à síndrome febril que aparece na primeira e segunda semanas após o início do tratamento e dura de 7 a 10 dias. É frequente a observação de obnubilação, letargia, ataxia, náuseas, vômitos e diarreias. Com menor frequência, hirsutismo e sintomas de masculinização em mulheres. Cefaleias, enjoos, hipotensão ortostática, taquicardia e mialgias. Ocasionalmente, foram registrados distúrbios da função hepática (do tipo colestático com exantema pruriginoso). Leucopenia e agranulocitose. Com o uso a longo prazo, raramente se produz hipotireoidismo e bócio (a aminoglutetimida bloqueia a incorporação de iodo à tirosina). Devido à aceleração do metabolismo da droga, a maioria das reações adversas diminui em incidência a gravidade após as primeiras 2 a 6 semanas de tratamento.