AMOXICILINA Informações da substância

Propriedades

De ação bactericida, sua ação depende de sua capacidade em atingir e unir-se às proteínas que ligam penicilinas localizadas nas membranas citoplasmáticas bacterianas. Inibe a divisão celular e o crescimento, produz lise e elongação de bactérias sensíveis, em particular as que se dividem rapidamente, que são, em maior grau, a ação das penicilinas. Distribui-se na maioria dos líquidos corporais e ossos; a inflamação aumenta a quantidade de penicilinas que atravessam a barreira hematoencefálica. Sua absorção oral é de 75% a 90%, pois não é afetada pelos alimentos, e sua união às proteínas é baixa; 60% são metabolizados no fígado e 68% da droga inalterada são excretados por via renal.

Indicações

Infecções do trato geniturinário produzidas por Escherichia coli, Proteus mirabilis e Streptococcus faecalis. Gonorreia produzida por Neisseria gonorrhoeae. Otite, faringite e sinusite produzidas por estreptococos, pneumococos, estafilococos não produtores de penicilinase e por Haemophilus influenzae. Infecções da pele e tecidos moles produzidas por estreptococos, estafilococos não produtores de penicilinase, Escherichia coli e Proteus mirabilis.

Posologia

A amoxicilina pode ou não ser ingerida junto com alimentos. Dose oral para adultos: 250 a 500 mg cada 8 horas; gonorreia: 3 g e 1 g de probenecid simultaneamente como dose única; dose máxima: até 4,5 g/dia. Dose pediátrica: lactentes até 6 kg: 25 a 50 mg cada 8 horas; lactentes de 6 a 8 kg: 50 a 100 mg cada 8 horas; lactentes e crianças de 8 a 20 kg: 50 a 100 mg cada 8 horas; crianças com 20 kg ou mais: dose para adultos.

Reações adversas

Cansaço ou debilidade não-habituais, erupção cutânea, urticária, prurido ou sibilâncias, diarreia leve, náuseas e vômitos.

Precauções

Recomenda-se ter cuidado em pacientes com antecedentes de anafilaxia diante das penicilinas. Embora atravesse a placenta, não foram descritas contraindicações no período de lactação. O uso de penicilinas em lactentes e crianças pode dar lugar a sensibilização, diarreia, candidíase e erupção cutânea. Pode produzir inflamação na boca e glossite.

Interações

O uso simultâneo com alopurinol pode aumentar a incidência de erupção cutânea, principalmente em pacientes hiperuricêmicos. Os seguintes fármacos bacteriostáticos podem interferir nos efeitos bactericidas das penicilinas: cloranfenicol, eritromicina, sulfamidas ou tetraciclinas. Pode diminuir o efeito dos anticoncepcionais que contenham estrogênios.

Contraindicações

Deverá ser avaliada a relação risco-benefício em pacientes com antecedentes de alergia em geral (asma, eczema, urticária, febre do feno), doenças gastrintestinais (colite ulcerosa, enterite regional ou colite associada com antibióticos). Mononucleose infecciosa. Disfunção renal.

Remédio que contêm Amoxicilina