BEZAFIBRATO Informações da substância

Propriedades

O bezafibrato, pertencente ao grupo dos fibratos, possui uma estrutura mutável que o diferencia, quanto à incidência de efeitos colaterais, dos hipolipemiantes clássicos. O bezafibrato reduz fundamentalmente os níveis plasmáticos de triglicídeos e de lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL).

Indicações

Distúrbios metabólicos lipídicos quando não forem suficientes as medidas dietéticas. Hiperlipoproteinemias IIb, III, IV e V de Fredrickson.

Posologia

A dose usual é de 400 mg diários, de preferência após as refeições.

Reações adversas

São pouco frequentes e, em geral, remitem após poucas semanas, sem necessidade de interrupção do tratamento: doenças gastrintestinais, erupções cutâneas, sonolência, fadiga, cefaleia, dores e cãibras musculares.

Precauções

Antecedentes de colelitíase. No início do tratamento, deverão ser realizados controles de lipídios plasmáticos a cada 2 semanas.

Interações

Pode potencializar os efeitos e a toxicidade da fenitoína, dos hipoglicemiantes e anticoagulantes orais.

Contraindicações

Afecções hepáticas graves, cirrose biliar primária. Alterações da função renal com valores de creatinina sérica superiores a 6 mg/100ml, na síndrome nefrótica. Gravidez e lactação.

Remédio que contêm Bezafibrato