BROMEXINA Informações da substância

Propriedades

Fluidifica as secreções por fragmentação dos mucopolissacarídeos ácidos, pelo qual facilita a expectoração. Sua ação máxima é observada em 2 a 3 dias após o início do tratamento, manifestando-se pelo aumento da expectoração de um produto menos viscoso. Seu uso via parenteral favorece o início da ação em aproximadamente 15 minutos.

Indicações

Bronquite aguda ou crônica, bronquite obstrutiva, bronquiectasias, pneumoconiose. Assistência pós-operatória em pacientes submetidos a toracotomias ou laparotomias.

Posologia

Adultos e crianças maiores de 10 anos: 8 mg a cada 8 horas. Dose ponderal: 0,5 mg/kg/dia dividida a cada 8 a 12 horas. Em adultos a dose máxima é de 48 mg. Ampolas de 4 mg: adultos, 1 ampola a cada 8 ou 12 horas por via subcutânea, IM ou IV.

Reações adversas

Doenças gastrintestinais, geralmente leves.

Precauções

Não é recomendada sua administração durante o primeiro trimestre da gravidez.

Interações

Potencializa o efeito broncodilatador dos b2-adrenérgicos. Melhora a penetração dos antibióticos nas ramificações bronquiais.

Contraindicações

Pacientes com antecedentes de úlcera péptica.

Remédio que contêm Bromexina