CARBIDOPA + LEVODOPA Informações da substância

Ações terapêuticas

Antidiscinésico.

Propriedades

A carbidopa é um análogo hidrazínico de levodopa, inibidor da descarboxilase de L-aminoácidos aromáticos. A carbidopa inibe a descarboxilação periférica da levodopa, retardando assim sua conversão a dopamina nos tecidos extracerebrais. Tem como resultado um aumento da disponibilidade de levodopa para seu transporte ao cérebro, onde sofre descarboxilação a dopamina. É absorvida de 40% a 70% da dose oral. Sua união às proteínas é moderada (36%), com meia-vida de 1 a 2 horas, aumentando a meia-vida plasmática da levodopa em 1 a 2 horas e, em alguns casos, até 15 horas. É eliminada por via renal na urina em 24 horas, e aumenta em 6% a quantidade de levodopa excretada na urina. A levodopa é um precursor da dopamina. A pequena dose que atravessa a barreira hematoencefálica se descarboxila a dopamina. Estimula os receptores dopaminérgicos nos gânglios basais e melhora o equilíbrio entre a atividade colinérgica e a dopaminérgica, o que melhora a modulação dos impulsos nervosos voluntários transmitidos ao córtex motor. Absorve-se com rapidez no intestino delgado; a enzima descarboxilase de aminoácidos L-aromáticos converte 95% em dopamina no estômago, no intestino e no fígado por metabolismo de primeiro passo. Sua meia-vida é de 1 a 3 horas. É eliminada por via renal como metabólitos da dopamina (ácido di-hidroxifenilacético e ácido homovainílico).

Indicações

Parkinsonismo idiopático, pós-encefalítico ou sintomático. Esta associação permite conseguir alívio sintomático com uma dose menor de levodopa do que com levodopa isoladamente.

Posologia

Inicial: 10 mg de carbidopa e 100 mg de levodopa ou 25 mg de carbidopa e 100 mg de levodopa, 3 vezes ao dia; aumentar a dose diária de forma gradual com intervalos de 1 a 2 dias. Os pacientes de idade avançada e pós-encefalíticos podem ser mais sensíveis aos efeitos da dose usual para adultos.

Reações adversas

Os pacientes que recebem esta medicação por um ou vários anos podem apresentar acinesia inesperada, tremor e rigidez repentinos, assim como o fenômeno on-off. São de incidência mais frequente: depressão mental, alterações no estado de ânimo, como comportamento agressivo. Movimentos incontrolados do corpo; estão, em geral, relacionados com a dose. De incidência menos frequente: micção dificultada, enjoos, arritmias, náuseas ou vômitos graves ou contínuos. Raramente se observa hipertensão, cansaço ou debilidade não-habituais.

Precauções

A eficácia máxima da medicação pode não aparecer durante várias semanas após o início do tratamento. Os diabéticos devem ter cautela com os testes de glicosúria ou cetonúria, posto que podem interferir na sua leitura. Não foram realizados estudos adequados em menores de 18 anos e, portanto, não é recomendada sua administração a eles. Os efeitos colaterais psíquicos, como ansiedade, confusão ou nervosismo, são mais comuns em pacientes de idade mais avançada que recebem outra medicação antiparkinsoniana.

Interações

O triexifenidil aumenta a ação da levodopa; os anestésicos orgânicos por inalação podem produzir arritmias cardíacas por aumento da concentração de dopamina endógena. Os antiácidos que contêm cálcio, magnésio ou bicarbonato de sódio podem aumentar a absorção de levodopa. O uso simultâneo com aloperidol, fenotiazina, alcaloides da Rauwolfia, tioxantenos, anticonvulsivos ou benzodiazepinas diminui os efeitos terapêuticos da levodopa. A bromocriptina pode produzir efeitos adicionais, o que permite reduzir a dose de levodopa. Os medicamentos hipotensores podem aumentar o efeito hipotensor da carbidopa mais levodopa. O uso simultâneo de metildopa pode alterar os efeitos antiparkinsonianos da levodopa.

Contraindicações

A relação risco-benefício deve ser avaliada na presença de asma brônquica, enfisema e outras doenças pulmonares graves; doença cardiovascular grave, antecedentes de distúrbios convulsivos, diabetes mellitus, glaucoma de ângulo fechado, disfunção hepática ou renal, melanoma, antecedentes de úlcera péptica, estados psicóticos, gravidez e lactação.

Remédio que contêm Carbidopa + levodopa