CARBOCISTEíNA Informações da substância

Ações terapêuticas

Mucolítico. Expectorante.

Propriedades

Derivado sintético da cisteína. O seu mecanismo de ação, como agente mucolítico, baseia-se na capacidade de induzir a fluidificação do muco, por impedir a formação da rede de fibrilas da mucina. A redução da viscosidade, por sua vez, facilita a expectoração.

Indicações

Bronquites aguda e crônica. Bronquectasia. Broncopneupatias. Complicações respiratórias por infecções em crianças. Enfisema pulmonar, sinusite, otite e rinofaringite.

Posologia

Crianças: de 1 a 5 anos, entre 100 e 150 mg/dia, subdivididos em duas ou três doses; 6 a 12 anos, 300 mg/dia, subdivididos em 3 doses. Adultos e crianças maiores de 12 anos, 750 a 1.500 mg/dia, subdivididos em 3 doses.

Superdosagem

Epigastralgia, náuseas, vômitos e diarreia. Tratamento: lavagem gástrica e observação do paciente.

Reações adversas

Náuseas, diarreia, cefaleia, dispepsia, erupção cutânea, vertigem, insônia, palpitações, hipoglicemia.

Precauções

Administrar com cautela em pacientes com asma brônquica, insuficiência respiratória e história de úlcera gástrica ou duodenal. O risco/benefício deve ser avaliado durante a gravidez e o aleitamento. A segurança e a eficácia do fármaco em crianças com idade inferior a 1 ano não foram ainda estabelecidas.

Interações

Não associar com antitussígenos e anticolinérgicos.

Contraindicações

Hipersensibilidade à carbocisteína. Úlcera péptica ativa.

Remédio que contêm Carbocisteína