CICLOSPORINA - Propriedades

É desconhecido o mecanismo de ação exato, porém parece relacionar-se com a inibição da interleucina II, que é um fator proliferativo necessário para a indução dos linfócitos-T citotóxicos, em resposta ao estímulo do aloantígeno, que cumpre um importante papel em ambas as respostas imunes, celular e humoral. A ciclosporina não afeta o sistema de defesa não-específico do hóspede e não produz mielossupressão significativa. Sua absorção é variável e incompleta no trato gastrintestinal, a biodisponibilidade é de 30%, porém pode aumentar com o aumento da dose e da duração do tratamento; a absorção pode diminuir após o transplante de fígado ou em pacientes com doenças hepáticas. Sua união às proteínas é alta (90%), principalmente a lipoproteínas. É metabolizada no fígado e a eliminação é por via biliar/renal.