CLIOQUINOL Informações da substância

Ações terapêuticas

Antibacteriano. Antifúngico.

Propriedades

Antibacteriano e antifúngico tópico de amplo espectro, cujo mecanismo de ação não está ainda elucidado. É absorvido pela pele em quantidades suficientes para afetar as provas de funcionalidade da tireoide. É levemente irritante. As formas farmacêuticas têm, habitualmente, concentração de 3% de clioquinol.

Indicações

Doenças cutâneas inflamatórias. Tinea pedis e infecções menores de pele, unhas e couro cabeludo. Úlcera dérmica. Pequenas infecções bacterianas da pele.

Posologia

Aplicar na região afetada 2 a 4 vezes/dia.

Reações adversas

Prurido, erupção cutânea, eritema, edema, irritação. Não foram observados efeitos adversos decorrentes de seu uso durante a gravidez e o aleitamento.

Precauções

É contraindicado para uso oftálmico.

Interações

Interfere com métodos de diagnóstico: prova de cloreto férrico para fenilcetonúria (resultados falso-positivos se o clioquinol estiver presente na fralda do bebê); determinações da função tireoideana (deve transcorrer um mês entre a administração final de clioquinol e a realização das provas de iodo sérico ligado a proteínas, iodo extraído com butanol e captação de iodo radioativo).

Contraindicações

Hipersensibilidade ao fármaco, aos derivados iodados e à cloroxina.

Remédio que contêm Clioquinol