CLOPERASTINA Informações da substância

Propriedades

Este é um antitussígeno de ação central, que atua seletivamente sobre o centro regulador da tosse. Além disto, a cloperastina possui discreta ação broncodilatadora e anti-histamínica. Após sua absorção no trato digestório, o início de ação do fármaco se observa no sangue 20 a 30 minutos depois de sua administração e permanece durante 3 a 4 horas.

Indicações

Tosse de qualquer etiologia e intensidade.

Posologia

Adultos e crianças com idade superior a 12 anos: via oral, 10 a 20 mg 3 vezes ao dia, de preferência com o estômago vazio. Criança entre 6 e 12 anos: via oral, 5 mg 3 vezes ao dia. Menores de 6 anos: doses proporcionalmente menores.

Superdosagem

Em caso de superdose, pode manifestar-se depressão respiratória. Nestes casos, deve-se realizar lavagem gástrica e correção da acidose e da perda de eletrólitos. Caso ocorra hiperexcitabilidade, recomenda-se o uso de sedativos.

Reações adversas

As principais reações adversas compreendem secura da boca, sonolência discreta, sedação, epigastralgias ou aumento da viscosidade das secreções brônquicas. Estes fenômenores desaparecem rapidamente com a redução das doses.

Precauções

Não administrar durante o primeiro trimestre da gravidez e durante a amamentação.

Interações

Não administrar simultaneamente com fármacos inibidores da monoaminoxidase (IMAO). Administrar com precaução concomitante com álcool, hipnóticos, sedativos e outros depressores centrais, pois a cloperastina pode potencializar os efeitos desses fármacos.

Contraindicações

Hipersensibilidade ao fármaco e aos anti-histamínicos.