CLORFENESINA, CARBAMATO Informações da substância

Ações terapêuticas

Relaxante do musculoesquelético.

Propriedades

A clorfenesina é um miorrelaxante cujo mecanismo de ação não é completamente conhecido; no entanto, sabe-se que atua mais em nível do SNC que no musculoesquelético. Foi demonstrado que deprime preferencialmente os reflexos polissinápticos. A ação miorrelaxante poderia estar associada com um efeito sedativo sobre o SNC. É metabolizada no fígado e excretada pelos rins; o tempo que transcorre até o pico plasmático (dose única de 800 mg) varia entre 1 e 3 horas e a concentração plasmática máxima situa-se entre 3,8 e 17 mg/ml. A meia-vida é de 2,5 a 5,0 horas.

Indicações

Hipertonias ou contraturas musculares, fibrosite, torcicolo, lumbago.

Posologia

Inicial: 800 mg, três vezes ao dia. Manutenção: 400 mg, quatro vezes ao dia ou menos.

Superdosagem

O tratamento consiste em esvaziamento gástrico e controle dos sintomas vitais.

Reações adversas

É muito bem tolerada, em certas ocasiões podem ocorrer tonturas ou sensação de tontura.

Precauções

Pode provocar sonolência. Evitar a ingestão de álcool. Por não existirem provas conclusivas, recomenda-se não usar em gestantes a menos que o benefício para a mãe supere o risco potencial para o feto. Não foram descritos problemas na lactância. Não foram realizados estudos pediátricos bem controlados. Tampouco foi estabelecida a segurança de sua administração durante um período superior a 8 semanas.

Interações

Fármacos neurodepressores (sinergismo).

Contraindicações

Depressão do SNC (exacerbação), disfunção hepática ou renal (biotransformação hepática, excreção renal).