ETODOLACO Informações da substância

Ações terapêuticas

Analgésico e anti-inflamatório.

Propriedades

O etodolaco é bem absorvido pelo trato gastrintestinal e alcança o pico das concentrações plasmáticas entre 1 a 2 horas após sua administração. Liga-se amplamente às proteínas plasmáticas e sua meia-vida é de aproximadamente 7 horas. É excretado predominantemente pela urina, especialmente como metabólitos hidroxilados e conjugados glicurônicos.

Indicações

Artrite reumatoide. Afecções dolorosas e inflamatórias articulares, musculares e óssea de etiologia variada.

Posologia

A dose usual varia entre 200 e 600 mg ao dia.

Reações adversas

Incluem distúrbios gastrintestinais, cefaleias, sonolência, vertigens, tinido e erupção cutânea.

Precauções

Deve ser usado com cuidado em pacientes com insuficiência hepática ou renal e naqueles que recebem anticoagulantes orais. A presença de metabólitos de etodolaco na urina pode dar falsos positivos para a reação de bilirrubina.

Contraindicações

Não deve ser administrado a pacientes com úlcera péptica ou com antecedentes desta doença, ou pacientes com hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico.

Remédio que contêm Etodolaco