GONADOTROPINA CORIôNICA - Propriedades

Hormônio extraído da urina de mulheres grávidas (produzida pela placenta). A ação da gonadotropina coriônica humana (HCG) é quase idêntica à do hormônio luteinizante da hipófise (LH) e, em geral, usada para compensar a deficiência deste. Pode ter um pequeno efeito de hormônio foliculoestimulante (FSH). Na criptorquidia pré-puberal, estimula a produção de andrógenos dos testículos, o que origina o desenvolvimento de características sexuais secundárias e pode estimular a descida dos testículos. Infertilidade feminina: em pacientes com níveis inadequados de gonadotropina, a HCG substitui a LH para produzir ovulação nos folículos ováricos preparados por FSH ou clomifeno. Insuficiência de corpo lúteo: promove o desenvolvimento e manutenção do corpo lúteo e estimula a produção ovárica de progesterona. A ovulação pode ser produzida nas 18 horas que se seguem à administração de gonadotropina coriônica. É eliminada por via renal, 10% a 12% em 24 horas.