GRISEOFULVINA - Propriedades

A griseofulvina inibe a mitose de células fúngicas produzindo ruptura da estrutura do fuso acromático mitótico: detém, assim, a metáfase da divisão celular. Deposita-se em graus variáveis nas células precursoras de queratina da pele, cabelo e unhas em graus variáveis, o que aumenta a resistência da queratina ante a invasão fúngica. Como a queratina infectada muda, repõe-se com o tecido são. A forma micronizada tem uma absorção que varia de 25% a 70% de uma dose oral, e a forma ultramicronizada é absorvida quase por completo. A absorção é potencializada significativamente durante a ingestão de alimentação gordurosa ou após esta. Pode ser detectada no estrato córneo da pele após poucas horas da administração e somente uma pequena fração de uma dose oral distribui-se nos líquidos e tecidos corporais; é metabolizada no fígado; tem uma meia-vida de aproximadamente 24 horas. É eliminada por via renal e menos de 1% de uma dose é excretada como fármaco inalterado, igual a fração não-absorvida.