IDOXURIDINA Informações da substância

Ações terapêuticas

Antiviral tópico.

Propriedades

A idoxuridina relaciona-se quimicamente com a timidina. Inibe a timidílico-fosforilase e as polimerases específicas do DNA, que são necessárias para a incorporação da timidina no DNA do vírus. A idoxuridina incorpora-se no lugar da timidina no DNA viral e origina um DNA defeituoso que impossibilita ao vírus infectar, destruir tecidos ou reproduzir-se. Inativa-se com rapidez por desaminases ou nucleotidases. Penetra pouco na córnea, portanto não é eficaz no tratamento de irites ou de infecções profundas do estroma.

Indicações

Queratite, herpes simples.

Posologia

A pomada oftálmica pode ser usada durante a noite como coadjuvante da solução oftálmica, para proporcionar um contato prolongado com o fármaco. Pode-se administrar junto de cicloplégicos, antibióticos ou corticosteroides. Estes últimos podem acelerar a extensão de infecções virais, razão pela qual estão contraindicados em queratite superficial e vírus herpes simples. Pomada oftálmica: aplicar de forma tópica na conjuntiva uma camada fina de pomada a cada 4 horas durante o dia. A última dose pode ser administrada ao deitar-se. Solução oftálmica: 1 gota a cada hora durante o dia e a cada 2 horas durante a noite. Continuar o tratamento até a melhora definitiva.

Reações adversas

Aumento da fotossensibilidade ocular, prurido, vermelhidão, dor ou outros sinais de irritação; visão turva; excesso de fluxo lacrimal.

Precauções

Prováveis reações fotofóbicas, usar óculos de sol e evitar a exposição prolongada à luz brilhante. Pode-se provocar visão turva alguns minutos após a aplicação da pomada oftálmica. A administração prolongada de idoxuridina isolada pode lesar o epitélio corneano e evitar a cicatrização das úlceras. O tratamento não deve ser continuado por mais de 21 dias ou mais de 3 a 5 dias após a cicatrização completa. As infecções crônicas podem requerer entre 3 e 6 semanas de tratamento. A administração demasiado freqüente pode provocar defeitos pontuais na córnea.

Interações

Em alguma fórmula de idoxuridina, o ácido bórico pode interagir com os componentes inativos e originar a formação de sedimentação.

Contraindicações

Não foram descritas.

Remédio que contêm Idoxuridina