ISOPRENALINA Informações da substância

Ações terapêuticas

Estimulante cardíaco. Broncodilatador.

Propriedades

A isoprenalina é um potente agonista não-seletivo dos receptores beta-adrenérgicos, com afinidade muito baixa aos receptores alfa-adrenérgicos. Seus efeitos beta-estimulantes são observados na vasodilatação do músculo esquelético, leitos vasculares renal e mesentéricos, relaxamento uterino, broncodilatação, estimulação das 4 propriedades cardíacas. A isoprenalina tem uma boa absorção oral e é metabolizado fundamentalmente no nível hepático e em outros tecidos pela COMT (catecol-o-metiltransferase).

Indicações

Por via intravenosa: choque cardiogênico, crise aguda de Adams-Stokes; bradicardia grave produzida por betabloqueadores. Por via oral: asma brônquica.

Posologia

Choque: 2 mg são diluídos em 500 ml de solução de dextrose a 5% e infundem-se a um ritmo de 0,5 a 5 mg/min. Asma brônquica: adultos, 10 a 40 mg/dia.

Reações adversas

Palpitações, taquicardia, cefaleia, rubor, dor anginosa, náuseas, tremor, tonturas, debilidade muscular. Também podem ocorrer com frequência arritmias cardíacas, mesmo que nunca tenham sido graves.

Precauções

Seu uso não é recomendável na presença de hipertireoidismo ou diabetes. Gravidez e lactação.

Contraindicações

Angina pectoris, lesão miocárdica grave, hipertensão arterial grave e pacientes predispostos a episódios de fibrilação ventricular ou taquicardia.