IXABEPILONA Informações da substância

Ações terapêuticas

Antineoplásico.

Propriedades

Trata-se de um moderno antineoplásico semissintético da família das epotilonas análogo à epotilona B, que atua ligando-se diretamente com as subunidades -tabulina, interferindo na dinâmica microtubular por inibição das F255D>II e III (inibidor microtubular). A ixabepilona bloqueia as células na fase mitótica durante o ciclo da divisão celular provocando a morte das mesmas. É administrada por via intravenosa em infusão (3 horas), sofre uma extensa biotransformação metabólica hepática (oxidação) via CYP3A4 e foram detectados mais de 30 metabólitos do fármaco na urina. Sua eliminação ocorre na forma de fármaco metabolizado através da urina e apenas uma proporção mínima (1,6%) na forma de fármaco não modificado.

Indicações

Câncer de mama metastático (em pacientes nos quais não tenha tido êxito o tratamento com taxanos ou com antraciclina), associado com capecitabina.

Posologia

40 mg/m2 por infusão intravenosa (IV) durante 3 horas, 3 vezes por semana. Esta posologia deverá sofrer reajustes em pacientes com alterações hormonais hepáticas (bilirrubina, transaminases).

Reações adversas

As mais frequentemente registradas ( > 20%) são: alopecia, náuseas, vômitos, diarreia, neuropatia periférica, astenia, mialgias, artralgias, estomatite, mucosite, anorexia, neutropenia, anemia, trombocitopenia.

Precauções

O paciente deverá ser acompanhado atentamente quanto ao possível aparecimento de mielodepressão ou de neuropatia sensitiva periférica, que é geralmente de caráter reversível com a redução da posologia. Recomenda-se administrar, como pré-medicação, anti-histamínicos H1 (difenidramina) e H2 (ranitidina) para prevenir as reações de hipersensibilidade. As funções hepáticas, hemáticas e renais deverão ser monitoradas periodicamente.

Interações

A administração concomitante com os fármacos "inibidores" do sistema CYP3A4 (cetoconazol, eritromicina, fluconazol, verapamil) aumentam os níveis e a área sob a curva ("area under curve", AUC) do antineoplásico. Por esta razão, deve ser realizado cuidadoso monitoramento durante o tratamento. Por outro lado, os "indutores" do sistema CYP3A4 (fenitoína, carbamazepina, rifampicina, fenobarbital) reduzem as concentrações de ixabepilona nos níveis subterapêuticos, razão pela qual seus valores plasmáticos devem ser monitorados.

Contraindicações

Hipersensibilidade ao fármaco. Neutropenia-leucopenia ( < 1500 cél./mm3). Plaquetopenia ( < 100.000 cél./mm3). Gravidez e lactação.