LOMUSTINA - Precauções

Realizar recontagens sanguíneas a cada semana, durante as seis semanas posteriores à administração de lomustina (mielossupressão retardada). A toxicidade medular do fármaco tem efeito cumulativo (cada novo episódio é mais grave que o anterior). O uso prolongado das nitrosouréias tem sido associado com o desenvolvimento de processos malignos secundários. Deve ser realizado um monitoramento periódico das funções hepática e renal. A lomustina é teratogênica; as mulheres jovens devem ser advertidas para evitar a gravidez. Se uma mulher engravidar enquanto recebe o medicamento, deve ser advertida sobre os riscos para o feto. Suspender a lactação ao receber lomustina.