METAZOLAMIDA Informações da substância

Ações terapêuticas

Antiglaucomatoso.

Propriedades

É um inibidor da anidrase carbônica que diminui a pressão intraocular ao diminuir a produção de humor aquoso em aproximadamente 50% a 60%. Seu mecanismo de ação não é completamente conhecido, porém se supõe que esteja relacionado com a diminuição da concentração do íon bicarbonato no líquido ocular. Apresenta boa absorção e uma meia-vida de 14 horas. A eliminação é realizada principalmente por via renal.

Indicações

Glaucoma de ângulo aberto, glaucoma de ângulo fechado e glaucoma secundário.

Posologia

Adulto: oral, de 25 a 100 mg duas ou três vezes ao dia.

Reações adversas

Cansaço ou debilidade não-habituais, sensação geral de mal-estar ou doença, perda do apetite, sabor metálico, náuseas ou vômitos, intumescimento, formigamento ou ardor nos dedos das mãos ou dos pés, perda de peso, tonturas, sonolência, depressão mental, diminuição do volume de urina.

Precauções

Os pacientes que não toleram as sulfamidas bacterianas, diuréticos tiazídicos e outros diuréticos derivados das sulfamidas podem não tolerar esse medicamento.

Interações

Corticoides, anfotericina B, anfetaminas, quinidina, antimuscarínicos, mecamilamina, hipoglicemiantes orais, insulina, barbitúricos, carbamazepina, fenitoína e outros anticonvulsivantes do grupo das hidantoínas, primidona, glicosídeos digitálicos, diuréticos, efedrina, lítio, manitol, ureia, metenamina, mexiletina, bloqueadores neuromusculares não-despolarizantes, salicilatos.

Contraindicações

A relação risco-benefício deve ser avaliada nos seguintes casos: insuficiência da glândula suprarrenal ou mal de Addison, gota, acidose hiperclorêmica, acidose respiratória, doença hepática, ventilação alveolar deteriorada por uma doença pulmonar, insuficiência ou doença renal, cálculos renais que contenham cálcio.