NADIFLOXACINO Informações da substância

Propriedades

É uma quinolona sintética que possui um amplo espectro antimicrobiano, atuando sobre microrganismos Gram-positivos, Gram-negativos e anaeróbios (Propionibacterium acnes e Staphylococcus epidermidis) além disso, apresentam uma potente atividade contra o Staphylococus aureus meticilinarresistente (MRSA) e o Staphylococus aureus meticilinassensível (MSSA). Seu mecanismo de ação se deve à capacidade de inibir as enzimas bacterianas, DNA girase (topoisomerases II e IV) envolvidas na replicação, na transcrição e na reparação do DNA bacteriano. A nadifloxacina é utilizada topicamente para o tratamento do acne vulgar em suas formas pustulosa e papular. Após sua aplicação local, parte do fármaco é absorvida e passa para a corrente circulatória, dependendo da integridade funcional da pele. Em estudos clínicos, na maioria dos pacientes os níveis séricos situaram-se abaixo do limite de detecção (0,20 ng/ml). O fármaco absorvido é metabolizado no fígado por conjunção e oxidação, e tanto a fração livre como os metabólitos são metabolizados principalmente pela urina e fezes.

Indicações

Tratamento tópico do acne vulgar.

Posologia

Via tópica, aplicar localmente sobre as lesões uma ou duas vezes por dia, durante 12 dias. As zonas afetadas devem estar limpas e secas.

Superdosagem

Em caso de ingestão oral acidental, aconselha-se realizar o esvaziamento gástrico.

Reações adversas

Irritação da pele na forma de inflamação, sensação de ardor, eritema, prurido, dermatite de contato e fotossensibilidade.

Precauções

Recomenda-se evitar exposição repetida à luz solar ou à radiação UV devido a possíveis reações de fotossensibilidade. Deve-se evitar o contato da nadifloxacina com os olhos ou outras membranas mucosas. Visto a inexistência de estudos clínicos sobre seu uso durante a gravidez ou amamentação, não se recomenda sua administração a mulheres grávidas ou no período de amamentação, a menos que o benefício para a mãe supere o risco potencial para o feto ou o lactente. Não se aconselha aplicar em crianças com idade inferior a 12 anos. Interromper o tratamento, caso se observe irritação intensa na zona de aplicação do antibiótico.

Interações

A administração concomitante com teofilina ou ciclosporina pode aumentar a concentração plasmática destes fármacos. A nadifloxacina pode aumentar o efeito anticoagulante da varfarina e seus derivados. A administração simultânea com probenecida pode acarretar diminuição na eliminação urinária desta quinolona. O uso da nadifloxacina com agentes descamantes, adstringentes ou produtos irritantes (agentes aromáticos ou alcoólicos) pode acarretar aumento dos efeitos irritantes locais. Não deverá ser utilizada juntamente com outras quinolonas administradas sistemicamente (ciprofloxacina, enoxacina, norfloxacina, ofloxacina) ou fármacos com mecanismo de ação similar.

Contraindicações

Hipersensibilidade à nadifloxacina.