NAPROXENO Informações da substância

Ações terapêuticas

Anti-inflamatório, analgésico, antipirético.

Propriedades

O naproxeno é um anti-inflamatório não-esteroide do grupo dos derivados do ácido propiônico; é um inibidor da síntese de prostaglandinas. Absorve-se completamente quando administrado por via oral; o pico plasmático é alcançado em 2 a 4h. Também é absorvido por via retal. A meia-vida plasmática é de 14h. Este tempo pode ser duplicado nos idosos. Elimina-se do organismo por metabolização hepática. Une-se 99% às proteínas plasmáticas. Atravessa a placenta e aparece no leite das mulheres que amamentam - cerca de 1% da concentração plasmática materna.

Indicações

Artrite reumatoide, osteoartrite, espondilite anquilosante, artrite reumatoide juvenil, gota aguda e distúrbios musculoesqueléticos agudos (distorsão, distensão, trauma direto, dor lombossacral, espondilite cervical, tenossinovite e fibrosite).

Posologia

Adultos, dose usual: 500 a 1.000 mg/dia, em 1 ou 2 ingestões. Crianças - artrite reumatoide juvenil: 10 mg/kg/dia. Em crianças menores de 16 anos, o uso para outra indicação não é recomendado.

Reações adversas

Distúrbios gastrintestinais: as reações mais frequentes são náuseas, vômitos, dor abdominal, epigastralgia. Reações mais sérias que podem ocorrer ocasionalmente são: hemorragia gastrintestinal, úlcera péptica (com hemorragia e perfuração) e colite. Reações de hipersensibilidade e dérmicas: erupção cutânea, urticária, angioedema, reações de anafilaxia, pneumonite eosinofílica, alopecia, eritema multiforme; síndrome de Stevens-Johnson, epidermólise e reações de fotossensibilidade (porfiria cutânea ou epidermólise ampolar). Sistema nervoso central: cefaleia, insônia e dificuldade para concentrar-se. Hemáticas: trombocitopenia, granulocitopenia, anemia aplástica e hemolítica (raramente). Outras: tinnitus, deterioração da audição, vertigem e edema periférico, icterícia, hepatite fatal, nefropatia, hematúria, alterações visuais, vasculite, meningite asséptica, estomatite ulcerativa (raramente).

Precauções

Deve ser usada com cuidado em pacientes com antecedentes de doença gastrintestinal. Pode-se precipitar um broncospasmo em pacientes com antecedentes asmáticos ou doença alérgica. Anormalidades esporádicas nos testes laboratoriais. Diminui a agregação plaquetária e prolonga o tempo de sangramento. Deve-se usar com especial cuidado em pacientes com lesão renal; a indicação com depuração renal menor do que 20 ml/min deve ser suspensa.

Interações

Hidantoínas, anticoagulantes, sulfonilureias administrados simultaneamente com naproxeno podem aumentar de forma significativa a concentração sangüínea da droga livre. O efeito natriurético da furosemida pode ser inibido pelo naproxeno. Inibição renal da depuração de lítio. Como outros AINE pode diminuir o efeito anti-hipertensivo do propranolol e outros betabloqueadores. A probenecida alonga a meia-vida do naproxeno. O metotrexato diminui a secreção de naproxeno no nível dos túbulos renais.

Contraindicações

Úlcera péptica ativa. Hipersensibilidade ao naproxeno (sensibilidade cruzada).

Remédio que contêm Naproxeno