NATALIZUMABE Informações da substância

Ações terapêuticas

Esclerose múltipla recidivante.

Propriedades

É um anticorpo humanizado recombinante anti-a4-integrina produzido em uma linhagem celular murina pela tecnologia do DNA recombinante. O natalizumabe é um inibidor seletivo e específico das moléculas de adesão por união à subunidade a4 das integrinas humanas amplamente expressas na superfície dos leucócitos (com exceção dos neutrófilos). Este agente bloqueia a interação da integrina a4-b7 com a molécula de adesão celular de advesina mucosal-1 (Mod CAM-1).

Indicações

Esclerose múltipla recidivante grave.

Posologia

Por perfusão intravenosa durante 1 hora, uma dose de 300 mg a cada 4 semanas. Não é necessário modificar a posologia em pacientes com insuficiência hepática ou renal.

Reações adversas

Registraram-se cefaleias, náuseas, vômitos, febre, enjoos, dores musculares, urticária, febre, tremores.

Precauções

Os pacientes podem passar diretamente de interferona beta ou de acetato de glatirâmer para o natalizumabe. É necessária cuidadosa vigilância do paciente pela possibilidade de ocorrência de infecções oportunistas referentes ao fármaco. Não foi estabelecida plenamente sua eficácia e segurança em combinação com outros agentes imunossupressores ou antineoplásicos.

Contraindicações

Hipersensibilidade ao princípio ativo. Crianças-adolescentes. Leucoencefalopatia multifocal progressiva. Pacientes imunossuprimidos ou portadores de neoplasias.

Remédio que contêm Natalizumabe