OCTREOTIDA Informações da substância

Ações terapêuticas

Inibidor da secreção gástrica. Tratamento da acromegalia.

Propriedades

Octapéptido sintético, análogo da somatostatina, de origem natural; com efeitos farmacológicos similares, porém com ação consideravelmente mais prolongada.

Indicações

Pacientes com acromegalia não aptos a cirurgia ou insuficientemente controlados por esta, radioterapia ou tratamento com antagonista da dopamina: alívio de sintomas associados com tumores endócrinos gastrenteropancreáticos; tumores carcinoides com características de síndrome carcinoide, VIPomas, glicagonomas, gastrinomas, Síndrome de Zollinger-Ellison, geralmente em combinação com uma terapia com antagonistas dos receptores H2 com ou sem ácidos, insulinomas, GRFomas. Tratamento da diarreia refratária associada com AIDS. Prevenção das complicações pós-cirúrgicas pancreáticas.

Posologia

Acromegalia e tumores gastrenteropancreáticos: inicialmente 0,05 a 0,1 mg via injeção subcutânea a cada 8 ou 12 horas. Ajuste gradativo da dose até 0,1 a 0,2 mg a cada 8 horas, se for necessário. Diarreia refratária associada a Aids: inicialmente 0,1 mg via injeção subcutânea a cada 8 horas; ajuste gradativo da dose até 0,25 mg a cada 8 horas, se for necessário. Complicações pós-cirurgia pancreática: 0,1 mg via injeção subcutânea a cada 8 horas durante 7 dias consecutivos, iniciando no dia da cirurgia, no mínimo 1 hora antes da laparotomia.

Efeitos secundários

Efeitos locais de dor e ardor no local de injeção. Anorexia, náuseas, vômitos, dor abdominal espasmódica, flatulência, fezes soltas, diarreia e esteatorreia. Em casos raros, os efeitos colaterais gastrintestinais podem aparentar obstrução intestinal aguda com meteorismo progressivo, forte dor epigástrica, hipersensibilidade abdominal dolorosa e postura antálgica (os efeitos colaterais gastrintestinais podem ser reduzidos evitando comer nos horários da administração da octreotida). Menor tolerância da glicose pós-prandial. Em casos raros, hiperglicemia persistente. Casos isolados de disfunções hepáticas. O uso prolongado pode provocar a formação de cálculos biliares.

Precauções

Deve-se estar atento ao súbito desaparecimento da regulação dos sintomas pela octreotida, com recorrência rápida dos sintomas graves. Pacientes diabéticos com insulinoma. Gravidez e lactação.

Interações

A octreotida reduz a absorção intestinal da ciclosporina e retarda a da cimetidina.

Contraindicações

Hipersensibilidade ao fármaco.

Remédio que contêm Octreotida