OXITRIPTANA Informações da substância

Propriedades

Trata-se da forma L do 5-hidroxitriptofano, precursor fisiológico da serotonina.

Indicações

Síndromes depressivas associadas à deficiência de serotonina. Como coadjuvante no tratamento da epilepsia. Tratamento de síndromes neurológicas associadas com deficiência de serotonina.

Posologia

Dose inicial: via oral, 200 mg ao dia divididos em duas tomadas. Dose de manutenção: via oral, 300 mg a 600 mg ao dia.

Superdosagem

Até o momento não foram registrados casos de superdose com este fármaco.

Reações adversas

As principais reações adversas envolvem o aparelho gastrintestinal, especialmente vômitos, os quais podem resolver-se espontaneamente ou através de redução da dose administrada de oxitriptana.

Precauções

Antes do início do tratamento é aconselhável efetuar um exame completo das funções cardíaca, renal e, caso procedente, um teste de gravidez.

Interações

Recomenda-se administrar com precaução caso o fármaco seja usado conjuntamente com metildopa e metisergida, pois estas últimas bloqueiam a descarboxilação periférica da oxitriptana e portanto aumentam sua meia-vida.

Contraindicações

Insuficiência renal e grave e gravidez.