PLANTAGO PSYLLIUM Informações da substância

Ações terapêuticas

Laxante suave, hipoglicemiante, hipolipemiante, anti-inflamatório, diurético.

Propriedades

A parte da planta que possui ação farmacológica é a semente, que é composta por alcaloides (boschmaquina, plantagonina, indicainina), mucilagens ácidas (xilose, ácido galacturônico, arabinose, ramnose), misturas de polissacarídeos, iridoides, fitosteróis (b-sitosterol, campestrol), triterpenos, ácidos graxos, taninos e sais de potássio. Devido à abundante quantidade de mucilagens ácidas (10% a 30%) que possui, utiliza-se como laxante; estes compostos retêm água no trato gastrintestinal, formando uma massa mucilaginosa que aumenta o volume do bolo fecal, promovendo o peristaltismo. Deste modo, a Plantago psyllium é empregada largamente no tratamento da constipação relacionada com a diverticulose e no cólon irritável. Além disso, as sementes contêm grande quantidade de sais de potássio, permitindo que este composto seja utilizado como diurético.

Indicações

Prisão de ventre, fissuras anais, retite, proctite, diverticulose intestinal, enterocolite. Hipercolesterolemia, diabetes. Uso tópico: abcessos, furúnculos, dores reumáticas, feridas, úlceras varicosas, queimaduras e eczemas.

Posologia

Uso interno: macerado; uma colher de sopa de sementes trituradas em meio copo de água, durante meia hora. Pó: 10 a 30 g/dia, em duas ou três tomadas. Uso como diurético: a dose recomendada é de 40 g/dia, em várias tomadas. Uso externo: cataplasmas (macerado): mornas para o tratamento de feridas e eczemas, e quentes para furúnculos e abscessos.

Reações adversas

Flatulência, dispesia ou desconforto intestinal. Excepcionalmente apresentaram-se casos de hipersensibilidade (apresentação pó); os sintomas observados foram rinite, urticária, broncospasmo e choque anafilático.

Precauções

Pelo fato da Plantago psyllium retardar a absorção de açúcares, recomenda-se controlar a glicemia. Este preparado também modifica a absorção de minerais (cobre, zinco, magnésio, cálcio), vitaminas(B12) em nível intestinal e certos medicamentos (cardiotônicos e derivados cumarínicos). Independente de sua forma farmacêutica, recomenda-se ingestão de líquidos em abundância (pelo menos 500 ml por tomada).

Interações

A Plantago psyllium diminui a absorção dos cardiotônicos e derivados cumarínicos anticoagulantes.

Contraindicações

Estenose do esôfago, do piloro ou intestinal. Diabetes não-compensado.

Remédio que contêm Plantago psyllium