PRAZEPAM Informações da substância

Propriedades

O prazepam é uma benzodiazepina que possui efeitos depressores sobre o SNC (tranquilizante) e miorrelaxante. O norprazepam, metabólito ativo, possui uma meia-vida de 63 horas (± 15h) após uma única dose, mas não varia significativamente depois de doses múltiplas. Para sua eliminação do organismo, o prazepam é biotransformado a nível hepático pela sua desalquilação, na sua maior parte em 3-hidroxiprazepam e oxazepam.

Indicações

Transtornos por ansiedade, alívio a curto prazo dos sintomas de ansiedade. Tensão emocional.

Posologia

Dose habitual: 30 mg. Faixa de dose habitual: 20 a 60 mg. Pode ser administrado como tomada única à noite ou dividido em várias tomadas.

Superdosagem

Em caso de superdose, recomendam-se lavagem gástrica imediata e a implementação de medidas de suporte sintomáticas. O flumazenil pode ser utilizado para antagonizar os efeitos sedativos das benzodiazepinas.

Reações adversas

Fadiga, tonturas, debilidade, vertigem, sonolência, ataxia e todos os efeitos dos fármacos tipo benzodiazepina.

Precauções

O paciente que recebe prazepam deve abster-se de operar maquinaria pesada e conduzir automóveis. Não consumir álcool nem outros depressores do SNC durante o tratamento com prazepam. Após a suspensão abrupta do tratamento podem ocorrer sintomas de retirada com dependência física e psíquica. Não utilizar na gravidez pelo risco de teratogenia. A segurança e eficácia em menores de 18 anos não foram estabelecidas.

Interações

Observa-se potenciação com barbituratos, narcóticos, fenotiazinas, inibidores da monoaminoxidase e com outros depressores do SNC.

Contraindicações

Hipersensibilidade conhecida ao prazepam. Pacientes com glaucoma de ângulo agudo. Miastenia gravis.