RIBOFLAVINA Informações da substância

Ações terapêuticas

Vitamina B2. Suplemento nutricional.

Propriedades

A riboflavina converte-se em duas enzimas, o mononucleotídeo de flavina (FMN) e o dinucleotídeo de adenina e flavina (FDA), que são necessários para a respiração tissular normal. A riboflavina também é requerida para a ativação da piridoxina e pode estar implicada na manutenção da integridade dos eritrócitos. As vitaminas do grupo B são bem absorvidas no trato gastrintestinal, salvo em síndromes de má-absorção. Absorve-se principalmente no duodeno. O álcool inibe sua absorção. Sua união às proteínas é moderada, metaboliza-se no fígado e é excretada por via renal. As quantidades superiores às necessidades diárias são excretadas na urina, principalmente como produto inalterado.

Indicações

Estados carentes de riboflavina como resultado de uma nutrição inadequada ou de má-absorção intestinal. A deficiência de uma só vitamina B é rara, pois a ingestão de uma dieta inadequada origina deficiências múltiplas.

Posologia

Adultos - tratamento da deficiência: 5 a 30 mg ao dia em várias ingestões durante vários dias e depois, como suplemento dietético, 1 a 4 mg ao dia. Crianças de 12 anos ou mais - tratamento da deficiência: 3 a 10 mg ao dia durante vários dias e depois, como suplemento dietético, 0,6 mg por 1.000 calorias ingeridas.

Reações adversas

Raramente produz toxicidade em pessoas com função renal normal. As doses elevadas de riboflavina podem produzir uma cor amarela na urina. A deficiência de riboflavina pode originar estomatite angular, queilose, vascularização corneana, dermatose.

Precauções

Não usar vitaminas como substitutos de uma dieta equilibrada. É importante não exceder a porção dietética recomendada no caso de automedicação com vitamínicos. As megadoses não são recomendadas. São fontes dietéticas de riboflavina o leite, os produtos lácteos, carnes e verduras de folhas verdes.

Interações

O álcool modifica a absorção intestinal da riboflavina. Os antidepressivos tricíclicos e as fenotiazinas, prescritos simultaneamente, obrigam o aumento da dose de riboflavina nestes pacientes. A probenecida diminui a absorção gastrintestinal da riboflavina.

Contraindicações

Não foram descritas situações clínicas que contraindiquem seu uso.

Remédio que contêm Riboflavina