SERENOA REPENS Informações da substância

Ações terapêuticas

Antiandrógeno. Antiedematoso prostático.

Propriedades

Os extratos da Serenoa repens, palmeira originária do sudeste dos EUA, comportam-se como verdadeiros antiandrógenos prostatoseletivos. O extrato hexânico, por outra parte, tem uma maior concentração de lipídios ativos que o extrato hidroalcoólico. O extrato hexânico da Serenoa repens atua simultaneamente sobre os dois componentes histopatológicos da hipertrofia prostática benigna: a) diminui a hiperplasia prostática, mediante a inibição da 5-alfarredutase e o antagonismo competitivo pelos receptores da diidrotestosterona; b) reduz o edema intersticial, por meio da inibição da atividade da fosfolipase A2.

Indicações

Tratamento dos distúrbios funcionais do adenoma de próstata (polaciúria, disúria, diminuição da força e velocidade da micção, aumento do volume de urina residual).

Posologia

Como dose usual média, recomenda-se a administração de 320 mg diários, divididos em 2 ingestões, nas refeições.

Reações adversas

Em estudos que envolveram mais de 450 pacientes, somente 3,9% apresentaram algum efeito indesejado, percentual muito menos elevado do que o observado com o placebo. Os sintomas são os seguintes: alterações do paladar, náuseas e vômitos, pirose, gastralgia, peso epigástrico, diarreia, erupções e prurido, cefaleia, vertigem, sudorese fria e tremor.

Precauções

Aconselha-se não interromper o tratamento antes de um mês, salvo em pacientes com intolerância ao fármaco.

Contraindicações

Intolerância ao princípio ativo.

Remédio que contêm Serenoa repens