SINVASTATINA - Precauções

Antes de iniciar o tratamento, recomenda-se efetuar exame da função hepática e repeti-lo a cada 4 ou 6 meses durante os primeiros 12 meses do tratamento. Se o nível de transaminases for aumentado em 3 vezes seu limite máximo e este persistir, a terapêutica deve ser abandonada. O aumento transitório dos níveis de creatinafosfoquinase (do musculoesquelético) manifesta-se com mialgias difusas e flacidez muscular. Nestes casos, deve-se suspender o tratamento. Não deve ser utilizado em crianças; em idosos, a dose deverá ser remanejada como nos adultos jovens. Na hipercolesterolemia familiar homozigótica (ausência completa de receptores para LDL), não foi observado benefício clínico com sinvastatina. Pode ser administrado a mulheres em idade fértil, mas, no caso de engravidarem, o tratamento deverá ser suspenso.