SORAFENIBE - Posologia

Dose usual: via oral, 200 mg duas vezes ao dia, administrados sem alimentos (uma hora antes ou duas horas após as refeições). Em caso de toxicidade epidérmica, sugerem-se as seguintes modificações no tratamento com sorafenibe: toxicidade de grau 1 (tumefações, disestesias, parestesias, formigamentos, tumefação sem dor, eritema ou mal-estar nas mãos ou nos pés que não interferem com as atividades normais do paciente): manter o tratamento com sorafenibe e considerar uma terapia tópica para aliviar os sintomas. Toxicidade de grau 2 (eritema e tumefação dolorosa em mãos ou pés, e/ou mal-estar que afetem as atividades normais do paciente): diante da primeira ocorrência, recomenda-se continuar com o tratamento com sorafenibe e considerar uma terapia tópica para aliviar os sintomas; se não houver alívio em 7 dias ou se houver uma segunda ou terceira ocorrência, recomenda-se interromper o tratamento até que a toxicidade se resolva a graus 0-1. Uma vez resolvida a toxicidade, diminuir a dose de sorafenibe a 400 mg por dia em uma única administração. Caso haja uma quarta ocorrência de toxicidade, interromper o tratamento com sorafenibe. Toxicidade de grau 3 (descamação úmida, ulcerações, aparição de bolhas ou dores graves em mãos ou pés, tal que o paciente não consiga desenvolver suas atividades normalmente): ante a primeira ocorrência, recomenda-se continuar com o tratamento com sorafenibe e considerar uma terapia tópica para aliviar os sintomas; se não houver alívio em 7 dias ou se houver uma segunda ocorrência, recomenda-se interromper o tratamento até que a toxicidade se resolva a graus 0-1. Uma vez resolvida a toxicidade, diminuir a dose de sorafenibe a 400 mg por dia em uma única administração. Caso haja uma terceira ocorrência de toxicidade, interromper o tratamento com sorafenibe.