TRIPROLIDINA Informações da substância

Propriedades

Trata-se de um anti-histamínico anti-H1 tipo pirrolidina que manifesta ação sedativa em nível central e efeitos antimuscarínicos. Age como um antagonista do receptor histamínico H1 e proporciona alívio sintomático em quadros alérgicos que dependem total ou parcialmente da liberação provocada de histamina.

Indicações

Febre do feno e outros distúrbios respiratórios de natureza alérgica, dermatoses alérgicas, urticária, eczema seborréico, edema angioneurótico, manifestações pruriginosas e exantemáticas devidas à enfermidade do soro e sensibilização a fármacos e alimentos.

Posologia

Adultos e crianças com idade superior a 10 anos: via oral, 10 mg ao dia. Dose máxima: 20 mg ao dia.

Superdosagem

Os sintomas de intoxicação aguda ocorrem em função dos efeitos da triprolidina sobre o Sistema Nervoso Central e compreendem sonolência, vertigens, incoordenação, fraqueza, convulsões e depressão respiratória. O tratamento recomendado consiste em retardar a absorção da droga através da lavagem gástrica (bicarbonato de sódio a 1%) sempre que não haja coma, oxigenoterapia e respiração artificial; controlar as convulsões com diazepam; combater a sintomatologia específica e manter o equilíbrio hidroeletrolítico. Não administrar estimulantes.

Reações adversas

A principal reação adversa é a sonolência.

Precauções

Recomenda-se não administrar a mulheres durante a gravidez e a lactação, nem a menores de 10 anos.

Interações

Não administrar com álcool ou sedativos centrais.

Contraindicações

Hipersensibilidade ao fármaco e disfunção hepática ou renal grave.

Remédio que contêm Triprolidina