UROFOLITROPINA Informações da substância

Ações terapêuticas

Hormônio estimulante da ovulação.

Propriedades

A FSH estimula o crescimento e a maturação do folículo ovariano e o prepara para a ovulação; depois da FSH administra-se gonadotrofina coriônica humana para estimular a ovulação. Normalmente a ovulação ocorre de 32 a 36 horas depois da administração de gonadotrofina coriônica.

Indicações

Infertilidade feminina.

Posologia

Dose usual para o adulto: intramuscular, 75 unidades uma vez por dia, durante o período de sete a doze dias, até que a atividade estrogênica seja maior ou igual à do indivíduo normal, seguidos de uma dose de 5.000 a 10.000 unidades de gonadotrofina coriônica um dia depois da última dose de FSH. Se a ovulação não for acompanhada de concepção, repete-se esse ciclo até que a concepção ocorra ou pelo menos durante mais dois ciclos.

Reações adversas

Dor de estômago ou pélvica, distensão abdominal, avermelhamento, dor ou inchação no local da injeção.

Precauções

Não foram descritas.

Interações

Antieméticos, bebidas carbônicas, carvão adsorvente, leite ou produtos lácteos.

Contraindicações

Não deve ser utilizado em hemorragia vaginal anormal de origem indeterminada, disfunção tireoideana, cisto ovárico ou aumento do tamanho não-associado à síndrome de ovário policístico. A relação risco-benefício deve ser avaliada nos seguintes casos clínicos: hipertrofia ou tumor hipofisário, tumores do útero, gravidez, pois a estimulação de estrógenos na mãe supõe um risco para o feto.

Remédio que contêm Urofolitropina