VALACICLOVIR Informações da substância

Propriedades

O valaciclovir é um análogo do metabólito ativo no tratamento de infecções pelo herpes vírus. O valaciclovir demonstrou ser eficaz no tratamento do herpes de localização genital, tanto na infecção inicial como nas recorrentes. No tratamento das manifestações do herpes-zóster o valaciclovir diminui a intensidade da dor, reduz a duração e a proporção de pacientes que sofrem dor associada à neuralgia aguda e à neuralgia pós-herpética. A eficácia do valaciclovir é notavelmente incrementada com a administração precoce do tratamento, que deveria ser iniciado durante o período prodrômico ou quando os primeiros sintomas forem observados. A eliminação do valaciclovir ocorre por via renal, requerendo correção de dose nos pacientes com função renal afetada. A doença hepática não altera a dose requerida de valaciclovir.

Indicações

Infecções por vírus herpes simples na pele e mucosas; herpes-zóster.

Posologia

Adultos. Herpes-zóster: 3 g/dia de valaciclovir, divididos em três tomadas diárias, durante 1 semana. Herpes simples: 1 g/dia de valaciclovir, dividido em tomadas diárias, durante 5 dias (recorrências) ou 10 dias (infecção inicial). Idosos: igual à dos adultos, exceto se a função renal estiver alterada. Pacientes com função renal alterada: quando o clearance de creatinina (CC) é menor que 15ml/minuto, a dose para herpes- zóster deve ser de 1 g/dia e para herpes simples 0,5 g/dia; quando o CC encontra-se entre 15ml/minuto e 30 ml/minuto, a dose para herpes-zóster deve ser de 2 g/dia (em duas tomadas) e a dose para herpes simples é igual à de adultos sadios.

Superdosagem

Não foram notificados acidentes de superdose com valaciclovir. Caso ocorram, sabe-se que o valaciclovir pode ser eliminado por hemodiálise.

Reações adversas

Cefaleias, náuseas. Em pacientes imunossuprimidos submetidos a tratamento prolongado (8 g/dia) registraram-se em algumas ocasiões insuficiência renal, anemia hemolítica microangiopática e trombocitopenia.

Precauções

Estudos preliminares indicam que o valaciclovir não provoca efeitos teratogênicos, no entanto, por não existirem provas conclusivas, recomenda-se não usar em mulheres grávidas a menos que o benefício para a mãe supere o risco potencial para o feto. O aleitamento deve ser suspenso se a mãe receber o fármaco. A segurança e a eficácia do fármaco em crianças não foram estabelecidas.

Interações

Cimetidina, probenecida: provocam aumentos leves nos níveis plásmaticos do valaciclovir, no entanto, não é necessário corrigir a dose.

Contraindicações

Hipersensibilidade ao valaciclovir. Hipersensibilidade ao aciclovir.

Remédio que contêm Valaciclovir